Trata-se de duas detenções “significativas” efetuadas durante a noite, segundo referiu o chefe da polícia antiterrorista, Mark Rowley, em declarações aos jornalistas.

De acordo com as autoridades, o autor do atentado, inicialmente identificado como Khalid Massod, chama-se Adrian Russell.

Na quarta-feira, o atacante atropelou, com o veículo que conduzia, várias pessoas que se encontravam na ponte de Westminster, antes de fazer chocar o automóvel contra as grades do parlamento.

Após a colisão, o homem saiu do carro e dirigindo-se à entrada do edifício do parlamento apunhalou Keith Palmer e quando se preparava para atacar um outro polícia foi abatido a tiro pelas autoridades.

O balanço total de mortos aumentou para quatro porque na noite de quinta-feira morreu um homem de 75 anos que se encontrava em estado muito grave, depois de ter sido atropelado.

Além do homem de 75 anos e do polícia Keith Palmer morreram no ataque uma mulher de origem espanhola, Aysha Frade, 43 anos, e um turista norte-americano, Kurt Cochran, de 54 anos. o atacante foi abatido.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.