Segundo um comunicado de hoje da Diretoria do Norte da PJ, o suspeito é irmão dos outros dois alegados membros do grupo, um de 25 anos e outro de 33, que foram detidos em fins de dezembro de 2018, tendo todos antecedentes criminais por crimes da mesma natureza.

De acordo com o apurado nas investigações da PJ, os arguidos, deslocando-se em ‘scooters’ e atuando em grupo, terão praticado num primeiro momento, em setembro de 2017, sete roubos consumados e tentados a transeuntes e condutores de veículos sob coação e ameaça do uso de arma, que se revelou ser de ‘airsoft’, com a qual produziram danos nas viaturas.

Mais recentemente, em agosto de 2018, conta a polícia, “roubaram uma viatura com exibição de arma, com a qual vieram a ter um acidente de viação que provocou sérios danos naquela”.

Aos três suspeitos, a PJ imputa a prática de crimes de roubo agravado nas formas consumada e tentada.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.