Além das vítimas mortais, oito pessoas ficaram feridas no ataque perpetrado por homens armados contra uma mesquita daquela cidade canadiana.

“É o espírito da paz e a abertura das pessoas do Quebeque que os terroristas querem atingir”, disse Hollande.

A polícia canadiana deteve dois suspeitos na sequência do ataque que está ser investigado como um ato de terrorismo.

O motivo não é claro.

Segundo testemunhas entrevistas por uma televisão local, dois homens encapuzados entraram no Centro Cultural Islâmico, por volta das 19:15 locais no domingo (00:15 em Lisboa).

O primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, e o primeiro-ministro da província do Quebeque, Philippe Couillard, já tinham condenado o ataque, classificando-o como “terrorista”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.