BE, PCP, PEV e PAN votaram a favor, enquanto o CDS-PP optou pela abstenção. O deputado não inscrito Paulo Trigo Pereira também votou contra.

O BE apresentou, há 16 dias, um projeto de resolução em que pedia a avaliação da idoneidade do governador do Banco de Portugal, considerando que Carlos Costa “não pode estar acima de escrutínio”.

“O governador do Banco de Portugal não pode estar acima de escrutínio. A suspeita quanto à sua idoneidade é, em si, incompatível com as funções que desempenha”, lia-se no projeto de resolução, em que o Bloco defendia a exoneração do governador do Banco de Portugal.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.