O deputado social-democrata Miguel Santos considerou hoje no Parlamento que houve "falta de credibilidade no anúncio" da decisão de deslocalização da sede da autoridade do medicamento para o Porto, entendendo que várias perguntas fundamentais não tiveram resposta antes de ser tomada essa decisão.

Na audição ao ministro da Saúde na Comissão parlamentar, a pedido do PSD, Miguel Santos disse que seria necessário perceber primeiro qual o custo da transferência do Infarmed, onde se vai instalar e o que acontece à instituição durante o período de transferência.

Para os sociais-democratas, não há nem plano, nem estratégia, nem fundamentação: “Não existe nada, é zero”.

Contudo, Miguel Santos considerou que a transferência da “sede do Infarmed para o Porto “é excelente, uma grande ideia”.

“Todos nos regozijamos por haver uma desconcentração de serviços, só nos pode deixar satisfeitos”, afirmou.

O deputado voltou a frisar que o problema é o da “credibilidade na decisão”.

“Como a decisão é sua, a falta de credibilidade também é sua”, afirmou, dirigindo-se ao ministro Adalberto Campos Fernandes.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.