Após reunir-se no Palácio Nacional com o ainda Presidente, Enrique Peña Nieto, o líder do Movimento Regeneracão Nacional revelou que hoje mesmo se reunirá com a equipa de segurança para analisar a forma de enfrentar a problemática da onda de violência no México.

“Hoje, vai-se discutir a convocatória de dirigentes religiosos do mundo e do México, dirigentes de organismos sociais e defensores dos direitos humanos, além do convite dirigido à ONU”, disse, em conferência de imprensa, López Obrador, que assumirá o cargo de Presidente a 01 de dezembro deste ano.

“Vamos convidar o papa Francisco”, adiantou Obrador, ao ser questionado sobre uma promessa que fizera durante a campanha eleitoral.

O único propósito é “conseguir a paz para o nosso país”, insistiu o político de esquerda, que vai trabalhar no programa de segurança até finais de novembro, antes de assumir a presidência do México.

López Obrador venceu as eleições presidenciais, realizadas no passado domingo, com 53% dos votos, com uma larga vantagem sobre o candidato conservador do Partido de Ação Nacional (PAN), Ricardo Anaya.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.