Segundo Maria João Rosado, o corpo do homem, de 50 anos e residente no concelho vizinho de Borba, foi retirado da pedreira, cheia de água, por mergulhadores da Força Especial de Proteção Civil e da GNR.

O corpo vai ser transportado para os serviços de Medicina Legal em Évora, depois de se ter deslocado ao local o delegado de saúde.

O homem conduzia uma máquina, com cerca de 30 toneladas, que estava a fazer uma manobra de descarga de pedra quando, no sábado de manhã, caiu para o fundo da pedreira.

A retirada no corpo do fundo da pedreira, a uma profundidade de cerca de 24 metros, ocorreu cerca das 16:50.

De acordo com Maria João Rosado, as operações de socorro no local terminaram com a desmobilização dos operacionais.

O acidente de trabalho ocorreu no sábado de manhã, com alerta dado às 09:42, quando a máquina industrial, tipo ‘dumper’ e carregada de pedras, e o manobrador caíram para o fundo da pedreira de mármore, desativada e cheia de água, de uma altura de cerca de 30 metros e ficaram no fundo a cerca de 24 metros de profundidade.

O comandante dos bombeiros de Vila Viçosa, Nuno Pinheiro, relatou à Lusa que o acidente ocorreu quando se procediam a trabalhos para "entulhar" e fechar a pedreira, localizada junto à estrada entre Vila Viçosa e Bencatel.

O corpo do operário, que foi localizado por volta das 12:00 de hoje, estava fora da cabine da máquina a cerca de 24 metros de profundidade.

As operações de busca e resgate tinham sido reforçadas hoje de manhã com mais mergulhadores dos bombeiros e da GNR e uma equipa cinotécnica também da guarda, depois de os trabalhos terem sido interrompidos ao final da tarde de sábado por falta de visibilidade.

Entre as cinco dezenas de operacionais estiveram 14 mergulhadores da Força Especial de Proteção Civil (sete) e da GNR (seis), além de um da corporação de bombeiros de Alandroal.

A Autoridade para as Condições no Trabalho (ACT) esteve no local do desastre para averiguar as circunstâncias em que ocorreu.

Este acidente aconteceu quase um ano depois (a data assinala-se no próximo dia 19) do desastre ocorrido no vizinho concelho de Borba, que provocou cinco mortos, devido ao aluimento de parte de uma estrada municipal que arrastou terra e pedras para o interior de duas pedreiras.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.