Segundo adiantou a mesma fonte à agência Lusa, o pedido foi feito cerca das 22:30 de sábado, mas, devido ao estado do mar e por o navio, de bandeira da Libéria, não estar ao largo do Funchal, só hoje ficaram reunidas as condições para resgate do homem de 55 anos, com sintomas de AVC (Acidente Vascular Cerebral).

De acordo com a mesma fonte, o navio esteve “toda a noite a navegar para se aproximar da costa”, de modo a ficarem reunidas as condições para que se possa fazer o resgate através de uma lancha de apoio a náufragos, já que as ondas rondam “agora os quatro metros”.

O arquipélago da Madeira encontra-se, até segunda-feira, sob aviso amarelo para a costa sul, e aviso laranja para a costa norte e ilha do Porto Santo, devido à forte agitação marítima.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.