Em conferência de imprensa no final da reunião semanal do executivo, o primeiro-ministro justificou a decisão com o facto de a evolução do número de casos na Área Metropolitana de Lisboa distinguir-se "significativamente" das restantes regiões do país.

Principais restrições e regras impostas na Área Metropolitana de Lisboa

- Reforço da vigilância epidemiológica, em particular em atividades que concentram “um elevado número de focos de infeção”: obras de construção civil e trabalho temporário.

- Planos de realojamento de emergência para permitir "a separação de pessoas que estejam infetadas".

- Ajuntamentos continuam limitados a 10 pessoas.

- Veículos privados de transporte de passageiros com lotação máxima de dois terços dos passageiros e uso obrigatório de máscara.

- Veículos com lotação superior a cinco pessoas apenas podem circular com dois terços da capacidade, salvo se todos os ocupantes integrarem o mesmo agregado familiar.

- Permanecem encerradas as áreas de consumo de comidas e bebidas (‘food-courts’) dos conjuntos comerciais.

Até dia 04 de junho 

- Permanecem encerrados os centros comerciais e as Lojas do Cidadão.

(a decisão de manter encerrados os centros comerciais será reavaliada em 04 de junho)

- As Câmaras Municipais avaliam a continuação da suspensão de funcionamento das lojas com área superior a 400m2 e realização de feiras

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.