"É realmente uma pena", declarou Shinzo Abe, num fórum económico em São Petersburgo, na Rússia.

"No futuro será preciso fazer uma reunião destas. É indispensável para resolver os problemas que se acumularam", acrescentou.

Numa carta de cerca de 20 linhas dirigida a Kim Jong-un, Trump comunicou na quinta-feira a sua decisão de cancelar o encontro bilateral.

Menos de 24 horas depois, Trump surpreendeu ao mostrar otimismo em relação às conversas com Pyongyang, chegando a mencionar a possibilidade de realização do encontro na data inicialmente prevista, a 12 de junho.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.