“Sou o novo chefe de missão do FMI para Moçambique mas estou baseado em Washington”, disse Ricardo Velloso à Lusa, acrescentando que “Ari Aisen é o nosso representante residente em Moçambique, baseado em Maputo”.

Questionado sobre os principais desafios de Moçambique, Velloso escusou-se a responder, dizendo ter assumido o cargo muito recentemente e estar ainda a familiarizar-se com as especificidades económicas da segunda maior economia lusófona em África.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.