Numa conferência em Bucareste, na Roménia, respondendo a questões dos jornalistas, o ministro das Finanças da Alemanha afirmou que “Portugal estava a ser muito bem sucedido até ao novo Governo”, sublinhando que depois das eleições, realizadas em outubro de 2015, o executivo de António Costa disse que não iria respeitar o que “o anterior Governo tinha acordado”.

Schäuble referiu ainda que advertiu o seu homólogo português, Mário Centeno, para o que iria acontecer.

“Disse-lhe que se seguissem esse caminho iriam correr um grande risco e eu não correria esse risco”, acrescentou o governante alemão.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.