Segundo informação disponibilizada pelo Ministério da Administração Interna (MAI), em causa estão seis cidadãos do norte de África, cuja nacionalidade não foi divulgada, que viajavam num voo oriundo de Casablanca, em Marrocos, com destino a Argel, capital da Argélia, com escala em Lisboa.

O avião aterrou no Aeroporto Internacional Humberto Delgado, em Lisboa, pelas 08:00, e, pelas 9:00, "dois dos passageiros do mencionado voo tentaram transpor as baias limitadoras da zona internacional de trânsito de passageiros, tentativa frustrada pela pronta intervenção dos operacionais do SEF e da PSP", lê-se no comunicado do MAI.

"Posteriormente, verificou-se mais uma tentativa de outro passageiro, que mais uma vez foi evitada no âmbito do dispositivo de contenção montado", acrescenta o documento.

As autoridades asseguraram que todos os passageiros embarcassem na aeronave mas, já no seu interior, um grupo de seis passageiros, onde se incluíam os três indivíduos que anteriormente tentaram a fuga, tentaram abrir a saída de emergência do avião, tendo sido solicitada a presença policial.

Em virtude da intervenção do SEF e da PSP, o voo que tinha saída de Lisboa prevista para as 15:30 foi suspenso, tendo todos os passageiros sido retirados do avião.

O voo acabou por partir para Argel cerca das 19:00.

"Os seis detidos recolheram à zona de detenção da PSP, sendo presentes perante a Autoridade Judiciária em 24 de Outubro", informou o MAI, especificando que os visados colocaram em causa a segurança aeroportuária.

No comunicado, o MAI também refere que ainda antes das tentativas de fuga, das perturbações no avião e das detenções, "tendo em conta a análise de risco efetuada pelo SEF relativamente aos passageiros do voo, atendendo aos antecedentes relacionados com tentativas de entrada irregular em território nacional, a PSP e o SEF executaram uma operação conjunta com vista ao controlo dos passageiros e na prevenção de fugas da área internacional de trânsito do aeroporto".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.