Depois de um primeiro detido em 10 de janeiro, as autoridades comunicaram ter efetuado mais cinco detenções no caso, que teve origem na publicação, na rede social Twitter, do referido vídeo.

As novas detenções prendem-se com a difusão do filme, que acabou por custar o emprego no Málaga a Victor Sánchez, através da rede de mensagens instantâneas WhatsApp, informaram fontes policiais.

Entretanto, o técnico espanhol exige uma indemnização de 600 mil euros por danos morais ao dono do Málaga, o catari Abdullah Bin Nasser Al Thani, bem como a recondução no cargo de que foi despedido no dia 11 de janeiro, na sequência deste escândalo, no qual afirma estar a ser vítima de assédio e extorsão.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.