De acordo com a emissora pública japonesa NHK, que cita fontes oficiais, Shinzo Abe, ex-primeiro-ministro do Japão, não resistiu aos ferimentos do ataque de que foi vítima num comício esta manhã e faleceu.

O antigo governante foi alvejado pelas costas com uma arma de fogo quando discursava numa rua na cidade de Nara num ato de campanha eleitoral do Partido Liberal Democrático (PLD) para as eleições parlamentares de 10 de julho.

Segundo as forças de emergência, o ex-governante estava em paragem cardiorrespiratória quando foi transportado para o hospital.

O suspeito do ataque ao ex-primeiro-ministro japonês Shinzo Abe é um ex-membro da força naval do Japão, de 41 anos, desempregado, anunciou a polícia japonesa.

Yamagami Tetsuya, originário de Nara, foi detido no local do atentado, e encontrava-se na posse da arma que terá utilizado para disparar dois tiros contra o antigo líder japonês.

Segundo fontes do Ministério da Defesa japonês, o alegado agressor trabalhou no ramo naval das Forças de Auto-defesa durante três anos, até 2005.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.