“Um por cento já neste Orçamento – Manifestação Nacional dia 09 de junho” é o desafio lançado hoje pelo Cena a todos os trabalhadores das artes do espetáculo, do audiovisual e a todos os cidadãos, um documento que conta com 28 assinaturas de músicos, atores, realizadores, técnicos de iluminação, entre outros.

As atrizes Sandra Faleiro, Adelaide de Sousa, Filipa Areosa e Madalena Almeida, os músicos Adriano Aguiar, Irene Lima, Júlio Resende e Pedro Wallenstein, coralistas do Coro do Teatro Nacional de S. Carlos, o ator e encenador Bruno Schiappa e o realizador e argumentista Pedro Sabino contam-se entre os que já assinaram a carta aberta.

A iniciativa insere-se na mobilização para a manifestação nacional da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical (CGTP/IN), com o Cena a reafirmar a necessidade de continuar a lutar por um “verdadeiro serviço público de cultura alicerçado, em 1% do OE”, refere um comunicado do CENA.

No comunicado, o Sindicato dos Trabalhadores de Espetáculos, do Audiovisual e dos Músicos reafirma a “necessidade de garantir trabalho com direitos, combatendo a precariedade e valorizando salários”.

O CENA – STE recorda as manifestações de artistas realizadas em várias cidades portuguesas, e promete continuar a lutar pela definição de outra política cultural, que apoie todas as artes de “forma transparente, plural, com respeito pela criação e com instrumentos financeiros adequados”.

“Até conseguirmos, continuaremos a exigir”, escreve o sindicato, que apela ao combate à precariedade na atividade artística, à estabilidade do setor e ao fim do recurso aos falsos recibos verdes e a outros "vínculos ilegais".

A carta fica aberta à subscrição pública até 08 de junho.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.