Da operação realizada pelo Destacamento de Ação Fiscal do Porto, entre os dias 20 e 26 de março, aquela autoridade apreendeu 11.980 cigarros, 75 litros de aguardente, dois quilos de folhas de tabaco e ainda 5.692 artigos contrafeitos, entre roupas e calçado.

O valor total do material apreendido é de 153 mil euros, sendo que o valor dos artigos falsificados se cifra em 149 mil euros, estimou aquela polícia no comunicado.

Fonte da GNR adiantou à Lusa que foram também constituídas arguidas duas pessoas naquela operação, por estarem a transportar todo aquele material. Contudo não foram detidas, porque não "eram as proprietárias" dos artigos.

As apreensões resultaram da fiscalização a 25 estabelecimentos, o que levou à elaboração de 25 autos de contraordenação.

“As apreensões resultaram de ações de fiscalização em estabelecimentos de restauração e bebidas e fiscalização rodoviária, no intuito de combater a introdução fraudulenta e irregular no consumo de produtos sujeitos ao imposto especial sobre o consumo, assim como, a venda, circulação ou ocultação de produtos contrafeitos”.

Os factos foram reportados ao Tribunal Judicial de Guimarães, acrescenta a GNR.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.