A polícia ambiental recebeu a informação da fuga na tarde de sábado e afirmaram, na segunda-feira, que encontraram sinais de um possível roubo de combustível, mas não identificaram nenhum suspeito.

A polícia disse ainda que esse tipo de crime é pouco habitual na região.

No total, cerca de 15.850 galões de petróleo (60.000 litros) foram libertados na baía localizada no Rio de Janeiro.

A Transpetro, uma empresa susbsidiária da petrolífera estatal Petrobras, afirmou que cerca de 75% do petróleo já foi recuperado e que apenas restam vestígios.

A baía de Guanabara recebeu vários eventos durante os Jogos Olímpicos de 2016, que decorreram no Rio de Janeiro, tornando-se so foco de uma polémica devido aos altos níveis de poluição na água durante o evento.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.