O Sindicato dos Trabalhadores da Saúde, Solidariedade e Segurança Social (STSSSS), anunciou hoje, em comunicado, que decidiu emitir um pré-aviso de greve para 31 de maio, “na sequência da tomada de posição da CNIS em relação à proposta de tabelas salariais dos sindicatos” e ” para mostrar o protesto dos trabalhadores do setor social face ao estrangulamento pretendido da tabela salarial”.

De acordo com o sindicato, existe “a recusa por parte da CNIS da proposta de aumentos salariais iguais para todos os níveis da tabela e retirar do Salário Mínimo Nacional dos níveis mais baixos da referida tabela”.

Os trabalhadores do setor social “exigem ainda o reconhecimento e a valorização do seu trabalho, a equiparação salarial a trabalhadores de outros setores segundo o princípio de que a trabalho igual deve corresponder salário igual, o aumento das diuturnidades, o aumento do subsídio de refeição e o horário máximo de 35 horas de trabalho semanais para todos”.

“Trabalhadores justamente considerados essenciais merecem mais direitos laborais e reais aumentos salariais”, argumentam.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.