O sismo ocorreu às 04:37, horário local (03:37 em Lisboa) e o epicentro do tremor foi localizado a cerca de 25 quilómetros ao norte de Florença, a uma profundidade de nove quilómetros, informou o Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV).

Não houve mortos ou feridos, mas ocorreram danos significativos em alguns edifícios, nomeadamente em Scarperia San Piero e Barberino del Mugello, no meio das montanhas dos Apeninos.

Centenas de pessoas passaram a noite na rua com medo de que as suas casas entrassem em colapso, alertando as equipas de Proteção Civil.

As escolas permaneceram hoje encerradas em alguns desses locais, como Borgo San Lorenzo, Marradi, Barberino e Vicchio, para se poder avaliar os danos, bem como os de comboios de alta velocidade que passam por Florença foram suspensos por algumas horas.

Nas horas anteriores a este terramoto, ocorreram outros 25 tremores com magnitude entre 1 e 3,4.

A área, localizada no meio da cordilheira dos Apeninos, é caracterizada por um “alto risco sísmico” e já sofreu terramotos no passado, observou o INGV, como o que ocorreu há um século em Mugello, a 29 de junho de 1919, que causou mais de cem mortos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.