Questionado pelo radialista Geraldo Rivera se uma vacina podia estar disponível a tempo das eleições, o presidente respondeu que acreditava que "em alguns casos, sim", acrescentando que também era "possível antes".

"Por volta desta data", disse Trump sobre a disponibilidade da vacina, que poderia chegar "antes do final do ano". "Pode ser muito mais cedo", enfatizou.

Trump também disse que os Estados Unidos têm "um grande número" de vacinas em estudo.

Na quarta-feira, Anthony Fauci, o principal consultor médico da Casa Branca para a pandemia, foi muito mais cauteloso.

O cientista afirmou que estava "cautelosamente otimista" com o sucesso no desenvolvimento de uma vacina, que poderia ter a sua segurança e eficácia reconhecidas "até o final do ano, início de 2021".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.