Segundo outras fontes contactadas pela agência Lusa, o Centro de Atendimento de Doentes Urgentes (CODU) também já alertou as companhias de bombeiros para comunicarem os dados clínicos dos doentes que deveriam ser atendidos naquele serviço, para os referenciar para outras unidades hospitalares, durante o mesmo período, de seis a 12 de dezembro.

Durante o último domingo, o Serviço de Urgência Geral do Hospital de São Bernardo também esteve sujeito a constrangimentos, tendo o CODU procedido ao encaminhamento de doentes da área de influência do Hospital de São Bernardo – Setúbal, Palmela e Sesimbra e Litoral Alentejano - para outras unidades hospitalares.

Nos últimos dias, o Serviço de Urgência de Ginecologia/Obstetrícia do Hospital de São Bernardo também registou dificuldades no atendimento de doentes, mas no último domingo aquele serviço já estava a funcionar normalmente.

A semana passada, a Câmara de Setúbal, que manifesta preocupação com a degradação progressiva da prestação de cuidados de saúde à população do concelho, pediu uma reunião ao Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Setúbal, que, segundo a autarquia sadina, já está marcada para a próxima sexta-feira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.