"Não estamos a falar só de televisão, não estamos a falar só de rádio. Estamos a falar também de uma ferramenta, de um instrumento que ajudou a construir esta ideia de região", vincou Vasco Cordeiro, intervindo na sessão de apresentação das novas instalações.

Na ocasião, o chefe do executivo dos Açores sublinhou que o dia de hoje representava "de forma simbólica" a "correção de uma injustiça de largos anos", valorizando Vasco Cordeiro as novas instalações e materiais e lembrando a "função que rádio e televisão tiveram" e têm na "construção" da identidade regional dos Açores.

Vasco Cordeiro deixou ainda uma palavra de "reconhecimento e homenagem" aos vários trabalhadores do grupo RTP nos Açores.

Pelo lado da estação pública, o presidente do conselho de administração, Gonçalo Reis, assinalou que a RTP "só faz serviço público se for forte em três dimensões", no plano nacional, internacional e "também regional, dimensão absolutamente relevante num contexto em que é preciso cobrir a população toda, cobrir todos os territórios, a riqueza do território".

"Os Açores são uma peça chava nessa estratégia", prosseguiu o responsável da RTP.

A cerimónia contou também com a presença de outros membros do governo açoriano, deputados regionais, deputados à Assembleia da República, eurodeputados e do antigo presidente do Governo Regional e atual líder parlamentar do PS no parlamento de Portugal continental, Carlos César.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.