As imagens são da passada terça-feira, o dia em que um avião da Daallo Airlines aterrou de emergência na capital da Somália, de onde tinha partido pouco antes, com um buraco na fuselagem. Desse buraco saíu, sugado para o exterior, o corpo carbonizado de um homem, que se presume ser o bombista. Até agora, o atentado não foi reivindicado, mas as autoridades norte-americanas suspeitam do grupo islamista Al-Shabaab, que está alinhado com a Al Qaeda.

As autoridades somalis já lançaram uma investigação e fizeram algumas detenções, inclusivamente de trabalhadores do aeroporto.

O aeroporto de Mogadíscio já tinha sido anteriormente alvo de atentados. O espaço é altamente policiado, tem várias barreiras de segurança e checkpoints, e no seu perímetro encontram-se instalações da ONU e algumas embaixadas ocidentais. De acordo com a Daallo Airlines, o bombista teria viagem prevista num voo da Turkish Airlines que foi cancelado. Embarcou depois com outros passageiros para o Djibouti.

Veja o vídeo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.