A jornada que se segue significa o ultrapassar do primeiro terço da liga e isso, por si só, já nos poderá começar a dar algumas respostas. Na temporada passada o campeão Manchester City já ia destacado à frente do campeonato por esta altura. Um dos clubes que seria relegado no final da época, também já fazia parte dos três últimos da tabela. Curiosamente, em 2016/17, também o Chelsea, clube campeão nessa época, ia à frente da liga. Na zona de despromoção eram dois os clubes que já lá estavam e que por lá iriam permanecer. O leitor pode já adivinhar o que aí vem. Em 2015/16, época histórica em que o Leicester City venceu a Premier League, sim, já as Raposas, à décima terceira jornada, lideravam a corrida. E para não destoar, também já o Aston Villa, clube que ficaria em último nessa edição, já era vigésimo e último classificado.

Assim sendo, e sem querer tirar conclusões precipitadas, mas sabendo que esta poderá ser já uma altura de muitas decisões, não propriamente por estar tudo decidido, mas talvez por as equipas estarem já com uma produção e rendimento constantes, e daí, haver uma tendência para as posições não se alterarem de forma drástica até o fim da competição.

Com a Premier League de volta, vamos olhar para os jogos deste fim de semana e sublinhar o que neles se destaca.

Brighton vs. Leicester

Um jogo em que se esperam golos de ambos os lados. A equipa de Ricardo Pereira, o Leicester City, estabeleceu um recorde difícil de concretizar. Desde o início da época passada, as Raposas marcaram e sofreram golos no mesmo jogo, em 32 jogos, um total de 50. Tendo o Brighton um registo caseiro muito positivo esta época, espera-se um grande jogo no Falmer Stadium.

Everton vs. Cardiff

O Everton joga para defender a condição invicta nos últimos 13 jogos caseiros contra equipas recém promovidas. Tendo em conta a desastrosa (olhando ao investimento) campanha do Fulham, não parece ser desta que uma equipa, acabada de chegar à Premier League, irá ser capaz de contornar a equipa de Marco Silva.

Man Utd vs Crystal Palace

Tendo sido utilizado com regularidade e tendo, na minha opinião, sido uma das melhores figuras da equipa de José Mourinho, Juan Mata poderá, com um golo apenas, chegar aos 50 golos marcados e 50 assistências na Premier League. A favor do espanhol está o facto de, pelo Manchester United, já ter defrontado o Palace por três ocasiões tendo marcando em duas delas.

Watford vs Liverpool

Se Mohamed Salah tem andado ligeiramente mais calmo, comparativamente ao frenesim de golos da época passada, tudo poderá mudar este fim de semana. Em apenas dois jogos realizados contra a equipa londrina, o egípcio leva cinco golos e uma assistência. A ver vamos de o faro de golo do atacante contra o Watford se mantém.

West Ham vs Man City

O domínio do Manchester City tem sido por demais evidente. Mas caso não nos tivéssemos apercebido, as estatísticas fazem questão de nos ajudar a perceber isso mesmo. Vencendo, este sábado na casa do West Ham, o Manchester City tornar-se-á na segunda equipa de sempre, a conseguir vencer 6 jogos seguidos em Londres. Sendo que a outra equipa a faze-lo foi o Portsmouth nos longínquos anos de 1950 e 1951.

Spurs vs Chelsea

O grande jogo da jornada poderá sê-lo apenas em teoria. Se olharmos para os números desta época, o Tottenham encontra-se num, pouco digno (para o valor do seu plantel), décimo quarto lugar, com duas vitórias e duas derrotas em quatro jogos - e o grande indicador aqui são mesmo essas duas derrotas - tendo elas acontecido exactamente contra o Liverpool e o Manchester City, ambas companheiras do Chelsea no campeonato dos (ainda) invictos esta temporada. Assim sendo, e jogando mais uma vez em Wembley, estádio que não tem trazido muita sorte ao clube londrino, o Chelsea poderá ter a tarefa facilitada.

AFC Bournemouth vs Arsenal

Callum Wilson tem feito uma época extraordinária, com seis tentos em 12 partidas. Mas não só, em todas as ocasiões que Wilson defrontou o Arsenal, marcou. Caso marque novamente, poderá tornar-se no segundo jogador a facturar em quatro ocasiões seguidas contra os Gunners, tendo Charlie Austin sido o outro jogador a conseguir o feito.

Wolves vs Huddersfield

Soube-se esta semana que os jogadores do Wolves terão à sua espera um prémio de doze milhões de libras (a dividir por todos os participantes) caso consigam assegurar a qualificação para a Liga Europa, isto é, garantir o quinto lugar ou vencer a Taça de Inglaterra ou a Taça da Liga. Tendo já perdido na Taça da Liga só resta mesmo o quinto lugar ou vencer a Taça de Inglaterra, ou mesmo acabando como finalista vencido por uma equipa com acesso direto à Europa. Sendo uma tarefa complicada, o décimo primeiro lugar, um objectivo mais realista dará dez milhões de libras e daí para baixo, assegurando a manutenção o prémio será apenas de três milhões.

Burnley vs Newcastle

Das quatro vezes em que se encontraram, o Burnley saiu na frente do marcador em todos os jogos. Felizmente para o Newcastle, o Burnley só conseguiu segurar tal vantagem por apenas uma vez. Esperam-se golos e emoção na partida que fecha a jornada treze, na segunda-feira dia 26, pelas 20h00.

A todos bons jogos e bom regresso de Premier League.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.