O criativo brasileiro Willian, aos 13 minutos, deu vantagem aos londrinos, que jogavam em casa, com o guarda-redes espanhol Adrián (habitual suplente do brasileiro Alisson) a ficar mal na 'fotografia', já que não conseguiu deter o remate que saiu forte, mas à figura.

No segundo tempo, o médio inglês Ross Barkley arrancou decidido ainda no meio-campo do Chelsea, correu direito à baliza do adversário e finalizou com um forte remate cruzado, dilatando a vantagem para 2-0, resultado que não mais se alterou, apesar de algumas boas oportunidades, sobretudo para a formação caseira.

Nota para este jogo na diferença de critérios usada pelos técnicos que se defrontavam. Frank Lampard colocou em jogo quase todos os habituais titulares, enquanto Jürgen Klopp poupou algumas das maiores figuras do Liverpool, casos de Alisson, Salah ou Firmino.

Os dois últimos jogadores ainda foram lançados na reta final da partida, tal como o experiente James Milner, mas o marcador manteve-se inalterado até ao final da partida e são os 'blues' que seguem em frente na prova.

Noutro jogo hoje disputado, também referente aos 'oitavos' da FA Cup, o Sheffield United (que segue em oitavo na Liga inglesa) sofreu para afastar o Reading, da segunda divisão.

O irlandês David McGoldrick adiantou o Sheffield United no marcador logo aos dois minutos, mas, perto do intervalo, o romeno George Puscas empatou a partida e, como não houve golos na segunda metade do jogo, o encontro foi para o prolongamento, altura em que o veterano avançado inglês Billy Sharp marcou o golo decisivo (105+1).

Na outra partida do dia, o Newcastle impôs-se por 3-2 na visita ao terreno do West Bromwich, que lidera o 'Championship' (segunda divisão), depois de ter estado com uma vantagem de três golos.

O paraguaio Miguel Almirón bisou no encontro (33 e 45+1) e o austríaco Valentino Lazaro fez o terceiro para o Newcastle aos 47 minutos, mas a formação da casa nunca atirou 'a toalha ao chão' e reduziu para 3-1 aos 74, pelo escocês Matt Phillips, e, aos 90+3, o avançado dinamarquês Kenneth Zohore fixou o 3-2 final.

Na segunda-feira, o Arsenal já tinha garantido a presença na próxima fase da competição, depois de bater fora o Portsmouth (do terceiro escalão) por 2-0, numa partida em que os 'gunners' atuaram sem a maioria dos habituais titulares.

O primeiro golo do encontro surgiu já nos descontos da primeira parte (45+4), por intermédio do defesa grego Sokratis, e o segundo apareceu no início do segundo tempo (51), através do jovem avançado inglês Edward Nketiah.

Nos restantes encontros dos 'oitavos', na quarta-feira, o Leicester recebe o Birmingham, o Sheffield Wednesday encara o Manchester City e o Tottenham (de José Mourinho) joga em casa contra o Norwich. Depois, na quinta-feira, é a vez de jogarem o Derby contra o Manchester United.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.