Fonte das autoridades marroquinas disse à agência EFE que 26 dos detidos são menores de idade e que há ainda outros 14 suspeitos de participarem nos atos de violência durante o encontro da Liga de Marrocos que ficaram em liberdade condicional, após serem presentes a tribunal.

Em 16 de março, outros 42 adeptos de futebol foram acuados de associação criminosa igualmente por atos de vandalismo durante uma partida, que resultaram em 126 feridos, 103 dos quais polícias.

O Governo de Marrocos decidiu em 24 de fevereiro reabrir os estádios ao público face à melhoria dos números da pandemia de covid-19, após cerca de dois anos de desafios à porta fechada.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.