O técnico germânico, de 33 anos, o mais jovem em competição, falava em conferência de imprensa virtual com a comunicação social, realizada no Estádio José Alvalade, onde defendeu que o Leipzig, que nunca havia chegado a uma fase a eliminar, terá de se concentrar no seu jogo.

“Queremos impor o nosso jogo, centrar a atenção no nosso jogo. O Atlético não tem experiência em jogar a um só jogo e não creio que a experiência vá ser importante amanhã [quinta-feira]”, disse Nagelsmann, sobre o desafio de quinta-feira, o segundo da inédita ‘final a oito’, criada devido à pandemia de covid-19.

A ausência do ponta de lança Timo Werner, autor de 34 golos em 45 jogos oficiais pelo Leipzig em 2019/20, entretanto transferido para o Chelsea, deixa a equipa germânica sem a força de outros tempos, contudo será uma boa hipótese para outros jogadores se mostrarem.

“Não a temos força como antes, porque falta o Timo, mas temos outros jogadores fortes no ataque. Não sei quem vai iniciar, não digo nomes antes do jogo. Queremos fazer golos e temos jogadores que não podiam jogar quanto tínhamos o Timo. Agora, têm oportunidade de mostrar as suas qualidades”, explicou.

De acordo com Nagelsmann, a formação ‘colchonera’, na qual alinha o internacional português João Félix, “não deverá mudar muito e será difícil de defender”.

“Não acho que vai mudar muito. A equipa não se concentra num só jogador e tem sempre opções. Tem o seu sistema de jogo e não creio que vai mudar o estilo e os jogadores, que são muito rápidos e muitas vezes são seis ou sete a atacar. São muito difíceis de defender”, observou.

Também o habitual guarda-redes titular da equipa, o húngaro Péter Gulácsi, marcou presença na conferência para dar conta da “confiança e da força” que a equipa tem para alcançar as meias-finais.

“Para todos os nós, é um jogo especial. É uma grande oportunidade que temos para demonstrar a nossa força nesta competição europeia. Temos muita confiança no nosso jogo e esperamos poder mostrar isso em campo para conseguir a qualificação para a próxima ronda”, declarou.

Alemães e espanhóis defrontam-se na quarta-feira, pelas 20:00, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, em jogo único dos quartos de final e que será o primeiro duelo entre os dois clubes. O polaco Szymon Marciniak é o árbitro da partida.

O vencedor vai lutar por lugar na grande final com a Atalanta, de Itália, ou o Paris Saint-German, de França, que inauguram hoje a inédita ‘final a oito’.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.