Com esta medida, o emblema da capital espanhola espera que o TAD suspenda preventivamente o castigo antes de sábado, podendo assim João Félix atuar frente ao Alavés, em encontro da sétima jornada da liga espanhola, com o organismo judicial a tomar uma posição definitiva mais tarde.

O internacional já cumpriu um encontro de castigo na última ronda, na terça-feira, no triunfo do Atlético Madrid no campo do Getafe (2-1).

O Atlético Madrid decidiu levar o caso para o TAD, depois da Comissão de Recurso da RFEF ter rejeitado o pedido de despenalização de um jogo de Félix, que foi expulso, por acumulação de amarelos, frente ao Athletic Bilbau (0-0), na quinta ronda do campeonato.

O árbitro dessa partida escreveu no relatório que João Félix faltou-lhe ao respeito ainda no relvado e que, já a caminho dos balneários, o avançado português teve um comportamento antidesportivo.

Por essa razão, as instâncias disciplinares espanholas acrescentaram mais um jogo de castigo do que é habitual em expulsões por duplo amarelo.

O Atlético Madrid defendeu que Félix viu o segundo cartão amarelo de forma injusta, já que reagiu a uma má decisão do árbitro, que não marcou falta sobre o antigo jogador do Benfica.

Félix, de 21 anos, está a cumprir a terceira temporada nos atuais campeões espanhol e leva apenas três jogos disputados, ainda sem qualquer golo marcado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.