Após a derrota de sábado frente à líder do grupo H, Alemanha (3-0), Portugal ocupa o terceiro lugar, com 13 pontos após sete jogos, a dois da Sérvia, e quer “continuar a depender” só de si para atingir o segundo lugar, que garante, pelo menos, um ‘play-off’, derrotando a última classificada, sem qualquer ponto, no embate marcado para o Estádio Cidade de Barcelos.

“Espero, acima de tudo, um Portugal competente, um Portugal que consiga ter bola, que crie muitas oportunidades de golo e que as concretize. Queremos, acima de tudo, continuar a depender só de nós naquilo que é o nosso objetivo”, disse, na antevisão à partida marcada para as 19:00.

Para o selecionador, as jogadoras lusas precisam de tomar “boas decisões” e de serem “agressivas no último terço”, com “muita presença na área”, para se imporem a um adversário que, pese os 22 golos sofridos e apenas um marcado, está a “crescer”.

“É uma equipa que tem vindo a crescer durante o apuramento. Está mais capaz de ter bola, tem mostrado, nos últimos jogos, maior capacidade de pressionar as equipas adversárias. […] É uma equipa que está a crescer na sua competitividade”, vincou.

Francisco Neto lembrou ainda que a equipa das ‘quinas’ já esteve no lugar em que a seleção balcânica se encontra, pelo que as suas atletas precisam de se apresentar “focadas” e “coletivas” para evitarem ‘dissabores’.

“Temos um grupo de jogadoras ao nível internacional, que sabe o quanto custa ganhar a este nível, seja qual for o adversário. […] Estas equipas têm ambição, querem crescer, não têm nada a perder. Portanto, são jogos muito perigosos se não formos sérios, se não formos focados, se não formos coletivos”, salientou.

Convencido de que as suas jogadoras se vão apresentar “motivadas”, o selecionador pediu ainda que o Estádio Cidade de Barcelos conte com “muito público”, prometendo “o privilégio de dar um bom espetáculo”.

Portugal recebe a Bulgária na terça-feira para o oitavo de 10 jogos do grupo H da qualificação para o Mundial de 2023, às 19:00, no Estádio Cidade de Barcelos.

Os primeiros classificados e os dois melhores segundos de cada grupo apuram-se diretamente para a fase final do Mundial2023, enquanto os restantes segundos colocados têm de disputar um ‘play-off’ de qualificação para a prova a organizar pela Austrália e pela Nova Zelândia.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.