Com uma primeira parte repartida, e oportunidades de golos para ambas as equipas, foi o golo do gilista Fujimoto, aos 22 minutos, que fez a diferença.

Num pontapé de canto, o japonês do Gil Vicente aproveitou uma falha de marcação do Serpa e apareceu sozinho ao segundo poste para encostar para o tento inaugural.

Até ao intervalo, o equilíbrio manteve-se e as duas formações também dispuseram de bons lances para marcar, com destaque para o remate à trave da baliza alentejana de Murilo.

Depois do descanso, os alentejanos melhoraram, sobretudo, com a entrada de Gonçalo Batista e, em alguns momentos do jogo, chegaram a encostar o Gil Vicente à sua baliza.

Uma das melhores oportunidades dos da casa aconteceu na sequência de um livre em que a bola quase entrava na baliza após vários ressaltos, mas Roan Wilson tirou em cima da linha de golo.

Os gilistas também criaram lances de perigo junto da baliza adversária, mas, na parte final do jogo, perante o ímpeto dos jogadores do Serpa, empolgados pelos adeptos, quase se limitaram a defender.

O Serpa, do Campeonato de Portugal, é, pelo segundo ano consecutivo, eliminado da Taça em casa pelo Gil Vicente, já que, na edição anterior, a equipa da I Liga também ganhou, mas por 3-0.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.