O avançado ucraniano Artem Dovbyk colocou os visitantes em vantagem, aos 12 minutos, após um rápido contra-ataque, e, apesar de os anfitriões terem empatado pouco depois, aos 19, através do polaco Robert Lewandowski, na sequência de um canto, nunca deixaram de se mostrar ameaçadores.

Perto do intervalo, aos 41 minutos, Miguel Gutierrez beneficiou da passividade da equipa catalã, adversária do FC Porto na Liga dos Campeões, para recolocar no comando do marcador o Girona, que praticamente sentenciou o encontro aos 80, por intermédio de Valery, que tinha entrado em campo dois minutos antes.

O golo tardio do alemão Ilkay Gundogan, aos 90+2 minutos, poderia ter relançado o ‘Barça’ para o empate, mas o uruguaio Cristhian Stuani, aos 90+5, no último ‘suspiro’ da partida, fechou o primeiro triunfo do Girona sobre o Barcelona, ao oitavo jogo entre ambos.

Os internacionais portugueses João Cancelo e João Félix foram titulares na equipa catalã e o defesa esteve perto de marcar, aos 32 minutos, após um passe inventado pelo avançado, que foi substituído pelo jovem Lamine Yamal, de 16 anos, aos 65.

A formação treinada por Michel, que tinha partido para esta ronda em igualdade com o Real Madrid no topo da La Liga, capitalizou o empate 1-1 concedido no sábado pela equipa da capital, no estádio do Betis, e isolou-se na liderança, com dois pontos de vantagem sobre os adversários do Sporting de Braga na Champions.

O Girona confirmou também o estatuto de melhor ataque da Liga, agora com 38 golos marcados, após um embate entre duas equipas tinham em comum o facto de terem sofrido a única derrota no campeonato nas receções ao Real Madrid (o Barcelona perdeu por 2-1 e o Girona por 3-0).

O campeão espanhol caiu para o quarto lugar, a sete pontos do Girona e em igualdade com o Atlético de Madrid, terceiro classificado, que, ao início da tarde, venceu por 2-1 na receção ao lanterna-vermelha Almería, tendo ainda um jogo em atraso.

A equipa da capital parecia encaminhar-se para uma vitória tranquila, chegando facilmente ao 2-0, com golos de Alvaro Morata, aos 17 minutos, e do argentino Angel Correa, aos 22, mas os visitantes nunca desanimaram e reduziram por intermédio do brasileiro Leo Baptistão, aos 62.

O dia ficou ainda marcado pela suspensão do jogo Granada-Athletic Bilbau, aos 18 minutos, devido à morte de um espetador, vítima de paragem cardiorrespiratória, numa altura em que os bascos venciam por 1-0, com um golo marcado pelo ganês Inaki Williams, aos seis, que o português André Ferreira, guarda-redes do Granada, foi incapaz de evitar.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.