A primeira volta da Liga NOS terminou com o Benfica na liderança, com 42 pontos, com uma vantagem de quatro pontos em relação a FC Porto, sete do Braga e de oito face ao Sporting.

Se recuarmos um ano e olharmos para a tabela classificativa da edição de 2015/2016, tudo era diferente por esta altura.

A maior diferença está no Sporting. Na viragem da Liga, à época, era líder e somava 44 pontos. Atrás dos leões seguiam Benfica e Porto, com menos 4 pontos, e Braga, a uma distância de 15. Os leões tinham 2 empates e uma derrota. E 35 golos marcados, ainda assim menos 10 que a máquina de fazer golos que era a equipa da Luz, comandada pela dupla de ataque Jonas e Mitroglou.

Hoje, a equipa de Jorge Jesus entra na segunda metade do campeonato com menos 10 pontos quando comparado com período homólogo. Se olharmos para a prestação atual da equipa, as 3 derrotas e 4 empates explicam os 17 pontos perdidos desde o início da época. E é fora de portas que os “verde e brancos” mais pontos deixam ficar: 3 empates e 2 derrotas.

Já o Benfica tem mais dois pontos e o Porto menos dois. Ou seja, os portistas têm mais um empate consentido do que no ano passado na dobragem da competição.

A título de curiosidade, o Tondela, em 2015/2016, era último classificado com 8 pontos, sendo que por esta altura soma mais dois pontos, embora o lugar do fundo da tabela lhe continue a pertencer.

Bas Dost é rei dos marcadores

Com os leões a somarem menos seis golos marcados em relação a 2015/2016, o rei dos remates certeiros da Liga é Bas Dost, holandês que leva 13 golos e ameaça suceder a Jonas, o melhor marcador do ano passado e melhor goleador brasileiro com a camisola das águias, contabilizando 72 golos em 92 jogos oficiais (mais um golo que Isaías, ex-avançado do clube da Luz).

E por falar em eficácia ofensiva, os números da Liga mostram que o Benfica de Rui Vitória continua a demonstrar veia goleadora (37 e melhor ataque), marcando em todos os jogos até agora disputados, enquanto o Porto tem tido alguma queda para os nulos (4 ao todo) e o Sporting não marcou apenas em duas jornadas.

Se olharmos para a defesa, o Porto e Iker Casillas lideram este registo. 7 golos sofridos em 17 jornadas. Em sentido contrário, o Feirense tem a pior defesa, com 32 bolas a já terem entrado dentro da sua baliza.

A jornada (e a primeira volta) terminou hoje com um Braga-Tondela partida que colocou frente-a-frente um dos conjuntos com mais triunfos caseiros, o Braga (8 vitórias, 1 empate e 20-6 em golos) contra o pior “visitante” da Liga (7 derrotas e 2 empates).

A equipa de Jorge Simão (ex-Chaves que assumiu o comando dos arsenalistas) venceu por 2-0 e ascendeu ao 3.º lugar, ultrapassando em dois pontos os comandados de JJ e remetendo os leões para a 4.ª posição da tabela.

[Notícia atualizada às 22:10 com o resultado de Braga vs. Tondela, alterando a respetiva pontuação e classificação do clube Minhoto.]

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.