Foram avançadas várias notícias em Itália que davam o avançado como disponível para sair do clube por empréstimo já em janeiro, mas o agente do jogador revelou à FantaGazzetta esta quinta-feira, dia 12, que o clube o quer manter e que o atleta quer ficar.

O jovem é tido como uma das maiores promessas brasileiras da atualidade, mas tarda em mostrar todo o seu potencial, depois das dificuldades que tem demonstrado para se adaptar ao futebol europeu. E nem o golo num amigável contra o Real Linense (Terceira Divisão espanhola) na vitória por 3-2 no passado dia 3 de janeiro parece facilitar a primeira aventura na europa.

As notícias que apontam para a sua saída aumentaram de tom desde que se começou aproximar a janela de transferência de inverno. Ainda em dezembro, o técnico Stefano Pioli falou à La Gazzetta dello Sport na possibilidade de emprestar o avançado e fez o ponto de situação.

“Ele está a trabalhar bem, como todos os outros, mas tem de me mostrar que é melhor do que a concorrência. Ele não foi excluído. Eu jogo com os jogadores que me ajudam a vencer”, referiu o técnico.

Gabriel Barbosa jogou apenas 20 minutos em três ocasiões, sempre como suplente utilizado, quer sobre a batuta de Frank de Boer quer sobre a orientação do seu sucessor, Stefano Pioli.

Proveniente do Santos, chegou à cidade milanesa durante o período de transferências do verão a troco de 29.5 milhões de euros. Gabigol, como é conhecido no Brasil, é um atacante versátil que tanto pode jogar no corredor como mais adiantado no terreno, como a ponta-de-lança.

“Ele tem contrato com o Inter e não existiu qualquer desenvolvimento significativo”, disse o agente de Gabigol Wagner Riberto à FantaGazzetta.

“Pessoalmente, nenhum clube veio falar comigo. Não sei se alguém falou com o Inter, mas será algo que vai ficar resolvido rapidamente”, disse Ribeiro. “Vou estar em Milão nos próximos dias e farei o ponto de situação com a direcção do clube, que, para além de querer ficar com ele, não vai deixá-lo sair”, concluiu o agente.

O represente do jovem atacante disse que o jogador está feliz no Inter, sente-se bem e quer deixar a sua marca com a camisola dos Nerrozurri.

“É normal que ele precise de jogar mais para mostrar a sua inquestionável qualidade, e é para isso que tem estado a trabalhar no duro diariamente”, adiantou. “Estamos a falar de um jogador acima da média para a sua idade e é natural que esteja sujeito a certos interesses”, afirmou Ribeiro ao ser questionado sobre uma possível saída de Gabriel para o Liverpool.

Antes de rumar ao Inter de Milão, onde também milita o português e campeão europeu João Mário, o brasileiro marcou 56 golos em 154 partidas pelo ‘Peixe’.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.