Único português ainda em competição em Flushing Meadows, o vimaranense de 33 anos garantiu, em parceria com Demoliner, o acesso aos ‘quartos’ da variante de pares masculinos do quarto e último ‘Grand Slam’ da temporada, impondo-se à dupla transalpina por 7-6 (7-4) e 6-4, em uma hora e 59 minutos.

Num encontro interrompido devido à chuva após o primeiro ‘set’, Sousa garantiu um triunfo que lhe permite igualar o seu melhor resultado de sempre em pares no Open dos Estados Unidos, ‘major’ no qual atingiu os quartos de final em 2015 e 2019, ao lado do argentino Leonardo Mayer, já retirado.

Nos ‘quartos’, a dupla luso-brasileira vai defrontar os vencedores do embate entre os segundos cabeças-de-série, o neerlandês Wesley Koolhof e o britânico Neal Skupski, e os australianos Matthew Ebden e Max Purcell, vice-campeões no Open da Austrália e campeões de Wimbledon.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.