O vimaranense, número um português e 103 do ranking ATP, que não vencia um encontro de um quadro principal ATP desde outubro de 2019, travou um longo e renhido duelo com o 122.º colocado da hierarquia mundial para assegurar o triunfo ao fim de duas horas e 50 minutos pelos parciais de 7-6 (8-6), 6-7 (8-10) e 7-5.

João Sousa deixou escapar por duas vezes a vantagem de um ‘break’ no primeiro ‘set’ e só conseguiu fechar favoravelmente no ‘tie-break’, ao converter o quarto ‘set point’.

No segundo parcial não aproveitou nenhum dos quatro ‘match points’ que dispôs e viu-se obrigado a disputar a última partida, ganha com um ‘break’ providencial no último jogo, após ter sido quebrado quando servia no 5-4.

Graças à exibição ante O’Connell, o minhoto, de 31 anos, voltou a ganhar um desafio desde o triunfo frente ao sérvio Filip Krajinovic no Masters 1.000 de Xangai, em outubro de 2019, e garantiu um encontro com o jovem francês Ugo Humert, de 22 anos, que figura no 30.º lugar da hierarquia mundial, na segunda ronda em Miami.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.