Comecemos pela Juventus, finalista vencida da última edição da Liga dos Campeões (derrota por 4-1 frente ao Real Madrid) e, já agora, da edição de 2014-2015 (derrota com o... Barcelona, por 3-1).

A Vecchia Signora, hexacampeã italiana, tem levado os últimos anos a apostar cada vez mais forte na reconquista da principal competição europeia de clubes. E prova disso têm sido as contratações efetuadas pelo clube treinado por Massimiliano Allegri. Se no ano passado chegaram a Turim nomes como Higuaín e Pjanic, neste a Juve adicionou a um elenco, já de si de luxo, a promessa italiana Federico Bernardeschi, o médio francês todo-o-terreno Blaise Matuidi, o extremo brasileiro Douglas Costa e o guarda-redes Szczesny (claramente já a pensar na sucessão do histórico Buffon).

Apesar de órfã de Bonucci (o defesa de 30 anos mudou-se surpreendentemente o Milão por 42 milhões de euros), o onze comandado por Allegri continua a ser fortíssimo.

Com o veteraníssimo Buffon na baliza — que fará, muito provavelmente, a sua última época como profissional de futebol —e estrelas como Alex Sandro, Khedira, Cuadrado, Mandzukic, os já mencionados Higuaín, Pjanic, Douglas Costa e Matuidi e, claro, está, aquele que é muito provavelmente um dos maiores talentos atuais do futebol mundial: Paulo Dybala.

Estamos na presença de um dos favoritos à conquista da competição, portanto (algo que foge à “Velha Senhora” desde 1996, ano em que conquistaram a Liga dos Campeões pela segunda e última vez).

Depois da Juve, calhou em sorte aos leões outro dos tubarões do futebol europeu: o Barcelona.

É verdade que este não é o Barcelona de Guardiola. Nem sequer é o de Luís Enrique, que venceu o triplete (Campeonato, Taça e Liga dos Campeões) em 2014/2015. Este Barça é diferente e tem tido dificuldade em acomodar a ascensão do Real Madrid de Zidane, bicampeão europeu e atual detentor do título espanhol. Além do mais, acabou de ficar órfão de Neymar, um dos vértices da tripla MSN (Messi-Suárez-Neymar), que tanto estragos causou em Espanha e na Europa.

Ainda assim, o Barcelona continua a ser uma das melhores equipas da Europa, candidata a vencer todas as competições em que se insere, até porque um tal de Lionel Messi continua a fazer parte do plantel...

Orientados por Ernesto Valverde, que comandou o Atlético de Bilbau durante quatro temporadas antes de se juntar aos culés, os blaugrana continuam a ser uma equipa com um plantel de luxo. Piqué, Mascherano, Jordi Alba, Busquets, os portugueses Nélson Semedo e André Gomes, Rakitic, Iniesta, Suárez e, claro Leo Messi são nomes que impõem respeito e fazem tremer qualquer conjunto que os defronte.

Adicionalmente, é possível que os 222 milhões que o Paris Saint-Germain pagou ao Barça por Neymar sejam ainda canalizados para reforçar o plantel culé. Fala-se do jovem prodígio francês Dembelé (Borussia Dortmund) e do brasileiro Coutinho (Liverpool).

Na última vez que defrontou o Barcelona, na fase de grupos da Liga dos Campeões da temporada 2008/2009, o Sporting CP somou duas derrotas: 3-1 na Catalunha e 5-2 em Alvalade. Resta saber como será desta vez.

Por último, o Olympiacos, o adversário que, na teoria, poderá ser mais acessível para os leões. Na teoria porque estamos a falar de um clube que venceu os últimos sete campeonatos da Grécia, tendo somado dez títulos de campeão nos últimos onze anos.

Treinada pelo albanês Besnik Hasi, que como jogador e treinador passou grande parte da sua carreira na Bélgica, a equipa grega conta ainda com dois portugueses nas suas fileiras: o lateral Diogo Figueiras, que passou por Paços de Ferreira, Sevilha e Génova até assinar pelo gigante grego, e André Martins, médio formado no Sporting CP e que pode, assim, regressar a Alvalade e a uma casa que bem conhece.

Para além dos nomes referidos, o Olympiacos tem outros jogadores no plantel bem conhecidos do futebol português, como são os casos de Carcela (ex-Benfica), Felipe Pardo (ex-SC Braga) e Sebá (ex-Estoril).

O clube grego, de resto, é o primeiro adversário dos leões na edição deste ano da Liga dos Campeões. Os comandados de Jorge Jesus visitam o Pireu já no próximo dia 12 de setembro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.