O único golo da partida surgiu aos 89 minutos, pelo avançado nigeriano, lançado em campo aos 79, a render o médio Harvey Barnes, na execução de um penálti, por falta cometida pelo jovem central holandês Nathan Ake, que motivou protestos do internacional português Rúben Dias, que viu o cartão amarelo.

Pela equipa do Leicester, foi titular o internacional português Ricardo Pereira, que jogou os 90 minutos, e, pelo lado do Manchester City, alinharam três portugueses: João Cancelo e Ruben Dias, que entraram no onze inicial, e Bernardo Silva, lançado por Pep Guardiola aos 74, a render Cole Palmer.

O técnico espanhol do City, que não pôde contar, por lesão, com o internacional belga Kevin de Bruyne, deu hoje a titularidade a dois jovens da formação, o médio Cole Palmer, de 19 anos, e o avançado Samuel Edozie, de 18, deixando Bernardo Silva, que está de saída do clube, no ‘banco’.

De salientar a estreia da recente contratação do Manchester City, o internacional inglês Jack Grealish, proveniente do Aston Villa, que entrou aos 65 minutos a render Samuel Edozie, e que custou aos cofres dos ‘citizens’ 120 milhões de euros, segundo a imprensa inglesa.

O Manchester City inicia assim a nova época como terminou a anterior, a perder, derrotado na final da Liga dos Campeões Europeus pelo Chelsea, por 1-0, com um golo do avançado alemão Kai Havertz.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.