O internacional senegalês antecipou-se à defesa visitante aos 27 minutos, empurrando para dentro da baliza adversária um remate de Trent Alexander-Arnold que se transformou em assistência, mas o espetro do empate só abandonou Anfield quando soou o apito final.

O treinador alemão Jürgen Klopp ainda apelou — sem resultados práticos — ao avançado internacional português Diogo Jota, que substituiu aos 79 minutos o pouco inspirado egípcio Mohamed Salah, melhor marcador do campeonato, com 19 golos.

Tal como a sua ‘estrela’, o Liverpool produziu uma exibição descolorida, à exceção do colombiano Luis Díaz, ex-jogador do FC Porto, mas o triunfo sofrido coloca-o à distância de três pontos do Manchester City, que soma 66 e recebe no domingo o rival Manchester United, num encontro, previsivelmente, com vários jogadores portugueses em campo.

Para os ‘red devils’, quartos classificados e há muito afastados da luta pelo título, cada vez mais resumida a City e Liverpool, a derrota do West Ham nem foi uma má notícia, uma vez que manteve os londrinos no quinto lugar, a dois pontos de distância e, agora, com mais um jogo realizado.

Horas antes, o Chelsea, terceiro colocado, a 13 pontos da liderança, tinha goleado por 4-0 na visita a Burnley, com quatro golos marcados na segunda parte, no espaço de 22 minutos, por Reece James (47 minutos), Kai Havertz (52 e 55) e Christian Pulisic (69).

Quem se atrasou — talvez em definitivo — na luta pelas posições de acesso às competições europeias foi o Wolverhampton, oitavo posicionado, que perdeu por 2-0 em casa com o Crystal Palace, com golos marcados por Jean-Philippe Mateta, aos 19 minutos, e Wilfried Zaha, aos 34, de grande penalidade.

Com o guarda-redes José Sá a titular (e a estar perto de defender o castigo máximo), tal como os compatriotas João Moutinho, Pedro Neto, Rúben Neves e Podence, o treinador português Bruno Lage lançou ainda Chiquinho, sem sucesso, enquanto Fábio Silva e Trincão não saíram do banco de suplentes.

Apesar de ter falhado a ultrapassagem provisória ao Tottenham (sétimo), o Wolverhampton, pelo menos, manteve a vantagem de cinco pontos sobre o nono classificado, o Southampton, que foi goleado por 4-0 no reduto do Aston Villa (11.º).

Ao Leicester foi suficiente o golo solitário de Harvey Barnes, aos 67 minutos, para se impor na receção ao Leeds por 1-0, enquanto o Newcastle também venceu pela margem mínima (2-1) o Brighton e o lanterna-vermelha Norwich afundou-se mais no último lugar, ao perder por 3-1 em casa com o Brentford.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.