Com o internacional português Rúben Dias no ‘onze’, os ‘citizens’ impuseram-se desde o primeiro minuto no recinto dos ‘foxes’ e poderiam ter chegado ao intervalo em vantagem, não fosse um golo anulado a Fernandinho, um livre de Bruyne à barra e uma intervenção decisiva de Kasper Schmeichel a remate de Mahrez.

Contudo, no segundo tempo, o City iria mesmo garantir a 23.ª vitória na Premier League, com golos do lateral francês Benjamin Mendy, aos 58 minutos, e do avançado brasileiro Gabriel Jesus, aos 74.

O conjunto comandado por Pep Guardiola, que não lançou João Cancelo nem Bernardo Silva na partida, lidera de forma destacada o campeonato, com 74 pontos, mais 17 do que o rival Manchester United (57), que tem menos dois jogos e no domingo recebe o Brighton.

Apesar do desaire, o Leicester, que contou com Ricardo Pereira nos últimos 20 minutos, mantém-se no terceiro posto, com 56 pontos, e segurou os cinco de vantagem sobre o Chelsea (51), quarto, face à surpreendente derrota dos londrinos diante do West Bromwich (5-2), a primeira ao fim de 15 jogos sob o comando de Thomas Tuchel.

Em Stamford Bridge, Christian Pulisic, aos 27 minutos, e Mason Mount, aos 71, marcaram para os ‘blues’, enquanto os tentos dos ‘baggies’ foram assinados pelo ex-jogador do Sporting Matheus Pereira, aos 45+2 e 45+4, por Callum Robinson, aos 63 e 90+1 minutos, e Mbaye Diagne, aos 68.

O West Bromwich, que atualmente está em zona de despromoção (19.º lugar), não vencia em casa do Chelsea no principal escalão há mais de 40 anos, sendo que o último triunfo remontava a 30 de setembro de 1978 (3-1), na então designada Division One.

Em vésperas de visitar o FC Porto na primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, em Sevilha, o Chelsea, mantém-se no quarto lugar, com 51 pontos, embora esteja à mercê dos rivais West Ham (49) e Tottenham (48), que nesta jornada defrontam Wolverhampton e Newcastle, respetivamente.

Já o Leeds (10.º colocado) venceu por 2-1 o Sheffield United (20.º) e ‘afundou’ ainda mais o lanterna-vermelha da Premier League. Jack Harrison, aos 12 minutos, e Phil Jagielka, aos 49, na própria baliza, marcaram para os ‘whites’, sendo que, pelo meio, Ben Osborn ainda empatou para o ‘blades’, aos 45+2.

Ainda hoje, a partir das 20:00, o Arsenal, nono classificado, com 42 pontos, recebe o campeão em título, Liverpool, que é sétimo, com 46.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.