Freitas, que venceu o torneio em 2014 e foi segundo em 2015, voltou a ser ‘vice’ ao perder com o alemão Patrick Franziska, 18.º da hierarquia mundial e medalhado em Tóquio2020, com a prata no torneio por equipas.

O português, 23.º do ‘ranking’, cedeu pelos parciais de 12-10, 11-8, 11-6, 11-13 e 11-5, depois de ter começado o dia a afastar o francês Emmanuel Lebesson, 40.º, nas meias-finais.

Aí, bateu o gaulês de forma clara, por 11-6, 12-10, 13-11 e 11-6, marcando encontro com Franziska, que tinha feito parte da equipa da Alemanha que foi ‘carrasco’ de Portugal nos últimos Jogos Olímpicos.

Também Fu Yu, 54.ª do ‘ranking’ da ITTF, saiu derrotada da sua final, mas somou o primeiro pódio português na história da competição feminina, uma quarta medalha ao todo, para se juntar às duas de Freitas e a outra prata de João Monteiro em 2016.

Contra a alemã Nina Mitteleham, 43.ª jogadora mundial, disputou um jogo equilibrado mas em que a força da germânica se impôs, vencendo por 4-1, pelos parciais de 11-8, 8-11, 11-6, 11-3 e 14-2.

Antes, tinha afastado a romena Bernardette Szocs, 27.ª, por 4-3, num jogo complicado de que saiu vencedora por 4-3 (8-11, 11-9, 6-11, 7-11, 12-10, 11-8, 11-8), ‘virando’ um 3-1 desfavorável para vencer no último jogo.

O Top 16 Europeu reúne, como o nome indica, os 16 melhores jogadores europeus e disputou-se em Salónica, dando duas pratas à equipa portuguesa, que também contou com Shao Jieni, eliminada na primeira ronda.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.