Melanie Costa, de 23 anos, foi a única portuguesa em prova, conseguindo recuperar posições na parte final, nas últimas voltas da corrida, o que lhe valeu o sexto lugar na sua primeira vez na final do Mundial, com 01:53.26 horas.

“A prova correu bastante bem, foi um excelente resultado porque não é só uma WTS, que já por si é de nível elevado, trata-se de uma grande final onde estão as melhores das melhores, pelo que este resultado me deixa muito orgulhosa”, disse a triatleta, em declarações à assessoria de imprensa da Federação de Triatlo.

A atleta, que tinha já sido quinta na etapa de Abu Dhabi, em março, explicou ainda os contornos da prova de hoje.

“Fui sempre no segundo grupo do ciclismo, que era constituído por um grupo enorme, de cerca de 25 atletas, consegui manter-me nesse grupo, controlando a posição”, explicou, acrescentando ter feito “um segmento de corrida muito tático”, para poder atacar e ganhar posições perante adversárias em ‘quebra’.

A australiana Asleigh Gentle garantiu o título mundial, com 01:52.00 horas, ganhando ao ‘sprint’ à britânica Vicky Holland, com 01:52.00.

Também hoje, na madrugada de Lisboa, estiveram em prova os juniores portugueses, em masculinos e femininos, com Vasco Vilaça, vice-campeão mundial em 2017, a ter o melhor resultado, com um nono lugar, com 53.50 minutos.

“A prova correu bem, não foi uma natação muito boa, fiquei no segundo grupo do ciclismo, mas consegui sozinho apanhar o primeiro grupo e sair em segundo da transição. Não me senti muito bem no segmento da corrida, também afetado pela penalização, pelo que perdi algumas posições”, disse.

O triatleta foi penalizado com dez segundos, no segmento de natação, depois de ter ficado sem a touca.

Ricardo Batista foi 15.º (54.16 minutos) e Tiago Fonseca 36.º (55.44), numa competição em que a vitória coube ao húngaro Csongor Lehmann (52.49).

No mesmo escalão, em femininos, Mariana Vargem foi 14.ª (01:00.26), Gabriela Ribeiro 32.ª (01:02.05 horas), Inês Rico 52.ª (01:09.30). A vitória pertenceu à mexicana Cecilia Alavez (59.11 minutos).

A elite masculina, com os portugueses Alexandre Nobre, João Silva, João Pereira e Miguel Arraiolos, disputa-se no domingo.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.