Depois da queda sofrida domingo, em Misano, no GP de São Marino, que o afastou de um lugar pontuável (foi 16.º, pontuam os 15 primeiros), o piloto português espera, agora, “terminar sem problemas”.

“É uma pista onde já consegui alguns pódios no passado. Obviamente que isso não serve de muito, mas é um circuito de que gosto”, disse Miguel Oliveira, na antevisão da prova, citado pelo comunicado da equipa Tech3.

Segundo o piloto de Almada, “o objetivo é terminar a corrida e conseguir um bom resultado para a equipa”, pois entende que se fez “um grande trabalho nas últimas corridas”.

No entanto, o patrão da equipa, o francês Hervé Poncharal, admite que Miguel Oliveira “ainda não está a cem por cento” da lesão no ombro direito sofrida a 25 de agosto.

Com 13 provas já disputadas, o piloto português ocupa o 18.º lugar da classe rainha do Mundial de Velocidade, a MotoGP, com 26 pontos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.