O português realizou a melhor das 51 voltas na 32.ª passagem pela meta, com 1.56,274 minutos.

No entanto, apesar da melhoria, este registo tornou-o o 21.º mais rápido do dia em que rodou pela primeira vez com as novas cores da equipa Tech3.

"Hoje foi um dia bastante diferente de sábado. Melhorámos o nosso tempo por volta, o que foi bom. Mas todos estiveram muito perto. Além disso, conseguimos realizar um trabalho decente na mota", começou por explicar o piloto de Almada.

Miguel Oliveira concentrou-se hoje em séries longas de voltas, numa simulação de corrida.

"Adaptámos bastante a mota em termos de pneus e de configuração, não a pensar em voltas rápidas, mas para ter um bom ritmo. No geral, senti-me bastante forte e terminei o dia com um bom tempo mesmo estando a utilizar um pneu bastante usado", afirmou o piloto natural de Almada.

Por isso, o português considerou que a posição na tabela de tempos "não reflete o trabalho efetuado".

"Teremos muitas oportunidades para tentar uma volta rápida e é nisso que nos vamos concentrar nesta segunda-feira", prometeu Oliveira, que terminou o dia a 1,681 segundos do mais rápido, o espanhol Alex Rins (Suzuki).

O malaio Hafizh Syarin (KTM), companheiro de equipa do piloto de Almada na Tech3, foi o último, a 2,390 de Rins.

Esta segunda-feira realiza-se o terceiro e último dia de testes da derradeira bateria de ensaios de pré-temporada de MotoGP, cujo campeonato do mundo arranca no dia 10 de março nesta mesma pista de Losail, no Qatar.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.