Diop marcou o golo que permitiu aos senegaleses bater a França, então, como agora, campeã mundial em título, por 1-0, no jogo de abertura do Mundial de 2002, disputado na Coreia do Sul e no Japão.

Embalado, o Senegal chegou aos quartos de final do campeonato do Mundo de 2002, fase em que caiu no prolongamento (1-0) frente à Turquia, que terminaria a prova no terceiro lugar.

Nascido em Dakar, em 28 de janeiro de 1978, o futebolista senegalês jogou na Suíça (Veveym Neuchâtel e Grasshoppers), França (Lens), Inglaterra (Fulham, Portsmouth, West Ham e Birmingham) e Grécia (AEK Atenas).

“A morte de Papa Bouba Diop é uma grande perda para o Senegal. Presto a minha homenagem a um bom futebolista, respeitado por todos pela sua cortesia e o seu talento. Nunca esqueceremos a odisseia de 2002. As minhas condolências à sua família e ao mundo do futebol”, ‘tweetou’ o presidente do Senegal, Macky Sall.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.