Numa prova ganha pela neozelandesa Lisa Carrington, já campeã mundial em título e também olímpica, que cumpriu o percurso em 39,39 segundos, a canoísta lusa fechou no oitavo posto, com mais 2,56 segundos do que a vencedora.

A polaca Marta Walkzykiewicz conquistou a medalha de prata, enquanto a dinamarquesa Emma Aastrand Jorgensen e a espanhola Teresa Portela terminaram no terceiro lugar, conquistando ambas a medalha de bronze.

Agora, a atleta do Benfica aguarda pela desdobragem de atletas na categoria K1 500, sendo que cada apurada nos 200 que também o consiga nos 500 liberta um lugar para a distância mais curta. A atleta portuguesa precisa que pelo menos três das cinco primeiras em K1 200 o faça na final de domingo dos 500.

Em K1 200, Teresa Portela já tinha conseguido dois ‘top 5’ em mundiais de canoagem, bem como quatro medalhas em Europeus, destacando-se o ouro em 2011, em Racice, República Checa.

Teresa Portela foi olímpica em Pequim2008, Londres2012 e Rio2016.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.