Na terra batida da capital italiana, no primeiro ‘set’, Djokovic ‘varreu’ o quinto da hierarquia mundial por 6-0 e confirmou o triunfo no segundo, embora com mais dificuldade, ao vencer por 7-6, com 7-5 no ‘tie-break’, num encontro que durou uma hora e 38 minutos.

Na segunda partida, Djokovic, que está perto de completar 35 anos, recuperou mesmo de uma desvantagem de 5-2 e esteve a dois pontos de ter que disputar um terceiro e decisivo ‘set’.

O sérvio volta a ‘sorrir’ em Roma, mas precisamente pela sexta vez, e reforçou o estatuto de recordista de triunfos em Masters 1.000, ao alcançar o 38.º em toda a sua carreira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.