A vitória na decisão, em 4 horas e 39 minutos, confirma a excelente fase de Marcelo Melo e do polaco, com quem o brasileiro faz dupla desde o início do ano, conquistando os torneios de Miami, Madrid, Halle e S-Hertogenbosch.

A partida foi muito equilibrada e as duas duplas tiveram dificuldades em quebrar o serviço adversário. O brasileiro atravessou um momento de más devoluções dos poderosos saques rivais, mas aos poucos voltou a acertar.

Melo e Kubot tiveram as duas primeiras chances para matar a partida quando venciam 6-5 o quinto e último set. Mas Marach cresceu no jogo e conseguiu incendiar a dupla para virar e confirmar o game.

O jogo continuou para ser definido em set corrido. Após 4 horas e 34 minutos, a partida foi suspensa para o fecho da cobertura do court, já que luz natural estava a desaparecer. A pausa fez bem à dupla do brasileiro, que voltou confirmando o serviço e abrindo vantagem.

Na sequência, mesmo com o serviço de Pavic, que fez uma excelente partida e deu muito trabalho nas devoluções dos serviços, Kubot e Melo conseguiram quebrar o serviço, fechar o set em 13-11 e conquistar o Grand Slam na relva.

Com a participação na final, Melo voltou à liderança do quadro masculino individual de duplas.

No feminino, dominam as russas

As tenistas russas Ekaterina Makarova e Elena Vesnina venceram hoje o torneio de pares femininos de Wimbledon, terceiro ‘Grand Slam’ do ano, ao imporem-se por duplo 6-0 a Chan Hao-Ching, de Taipé, e à romena Monica Niculescu.

Makarova e Vesnina, segundas cabeças de série, necessitaram de 55 minutos para arrebatar o troféu.

Este foi o terceiro ‘major’ do par, depois das conquistas em Roland Garros, em 2013, e no US Open, em 2014.

[Notícia atualizada às 23h07 com o resultado da prova feminina]

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.