Numa 32.ª jornada que decorrerá até quinta-feira, devido aos quartos de final da Taça de Inglaterra no fim de semana, os ‘wolves’ abriram a ronda na casa do Aston Villa e mantiveram a tendência de êxito.

Desde que a Premier League regressou, a equipa venceu todos os jogos, nomeadamente com o West Ham (2-0), o Bournemouth (1-0) e, hoje, com o Aston Villa (1-0), o que a deixa três pontos à frente do Manchester United, sexto e que tem menos um jogo.

Em Villa Park, frente a um adversário que é 19.º e penúltimo e luta pela manutenção, os ‘wolves’, como é hábito com vários portugueses em campo – Rui Patrício, Rúben Neves, João Moutinho e Diogo Jota -, estiveram por 'cima' do jogo.

Diogo Jota, substituído por Traore aos 60 minutos, esteve num dos lances mais perigosos, com exceção do golo, numa reposição de bola do guarda-redes Nyland, com o internacional português a atirar por cima, aos 42 minutos.

O treinador Nuno Espírito Santo fez também entrar Pedro Neto para o lugar do goleador da equipa Raúl Jiménez, aos 85, enquanto Bruno Jordão, Daniel Podence e Rúben Vinagre não saíram do banco.

Na Liga, em que o Liverpool foi esta semana confirmado campeão inglês, 30 anos depois, com a derrota do Manchester City, o Wolverhampton ocupa o quinto lugar, enquanto o Aston Villa está em 19.º lugar, com 27 pontos, os mesmos de Bournemouth (18.º) e West Ham (17.º), ambos com menos um jogo.

A 32.ª jornada prossegue domingo, com o jogo entre Watford (16.º) e Southampton (14.º), com a ronda a prolongar-se durante a semana e a fechar apenas na quinta-feira, com um frente a frente entre o campeão da última época, o Manchester City, e o virtual da atual, o Liverpool.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.