Um golo do central marroquino Mehdi Benatia, aos 18 minutos, foi suficiente para os hexacampeões em título somarem os três pontos e passarem a somar 44 pontos, contra 45 dos napolitanos, vencedores por 3-2 na receção à Sampdoria.

Num jogo com várias ocasiões de golo, para as duas equipas, só Benatia acertou e após grande insistência, depois de um canto de Pjanic, na esquerda. Chiellini permitiu a defesa a Alisson, o marroquino atirou à barra e só em nova recarga marcou.

Por seu lado, a Roma teve várias ocasiões flagrantes, com destaque para um remate de Florenzi à barra, aos 80 minutos, e uma perdida incrível do checo Patrik Schick, que correu isolado para a baliza da ‘Juve’, aos 90+4, e esbarrou em Szczesny.

Por seu lado, o Nápoles também penou para vencer por 3-2 na receção à Sampdoria, que esteve a vencer por 1-0 e 2-1 no San Paolo, num encontro histórico e em que o português Mário Rui foi expulso.

Marek Hamsik fez o golo da vitória do Nápoles, aos 39 minutos, e passou a ser o melhor marcador da história do clube, com 116 tentos, destronando o lendário Diego Armando Maradona, detentor do recorde, com 115, desde o início dos anos 90.

O defesa esquerdo português Mário Rui foi titular na formação da casa, mas acabou expulso, por duplo amarelo, aos 77 minutos, acabando o Nápoles por aguentar a vantagem até final.

Antes do golo histórico de Hamsik, médio eslovaco de 30 anos que está no Nápoles desde 2007, a Sampdoria esteve por duas vezes em vantagem, primeiro pelo uruguaio Gaston Ramirez, logo aos dois minutos, e depois por Quagliarella, aos 27, de grande penalidade, tendo pelo meio, aos 16, o brasileiro Allan marcado para a equipa da casa.

Insigne, aos 33 minutos, voltou a empatar a partida, seguindo-se o remate certeiro de Hamsik, aos 39.

Na tabela, o Nápoles manteve-se com mais um ponto do que a Juventus e agora cinco face ao Inter Milão, que sofreu a segunda derrota seguida na Serie A.

Depois do descalabro caseiro (3-1) com a Udinese no último fim de semana, a formação de Milão foi ao terreno do Sassuolo perder por 1-0, com Falcinelli a fazer o único tento da partida, aos 34 minutos.

No Inter Milão, João Cancelo foi titular e, como tem sido habitual, João Mário iniciou a partida no banco de suplentes e foi lançado aos 80 minutos, numa altura em que a sua equipa já tinha desperdiçado um penálti, por Icardi, aos 49.

A Roma é quarta, com 38 pontos, agora apenas mais dois do que a Lazio, que, no primeiro jogo do dia, reforçou o quinto posto, aproximando-se dos vizinhos, ao golear em casa o ‘aflito’ Crotone, por 4-0.

Jordan Lukaku, aos 56 minutos, Ciro Immobile, aos 78, e os suplentes Senad Lulic, aos 86, e Felipe Anderson, aos 89, apontaram os tentos dos romanos.

Em apenas quatro jornadas, a Udinese passou de aflito para equipa que aparece na luta pelas competições europeias, após ter alcançado a quarta vitória seguida, desta vez uma goleada caseira (4-0) sobre o Verona, penúltimo classificado, com destaque para um ‘bis’ do médio checo Barak.

Com Miguel Veloso a tempo inteiro, o Génova abandonou os lugares de despromoção com um triunfo caseiro por 1-0 sobre o ‘lanterna vermelha’ Benevento, que esteve a segundos de somar apenas o segundo ponto da Serie A. O único golo da partida apareceu apenas aos 90+2 minutos, por Lapadula, de grande penalidade.

Muito mal, continua o AC Milan, que, com André Silva nos minutos finais, sofreu a segunda derrota consecutiva, ao cair em casa perante a Atalanta, por 2-0.

Em San Siro, o médio Bryan Cristante, que está emprestado pelo Benfica, deu vantagem à Atalanta, aos 32 minutos, e na segunda parte, aos 71, o esloveno Ilicic confirmou o triunfo dos forasteiros, que somaram o quinto jogo sem perder.

O internacional português André Silva iniciou o encontro no banco de suplentes e foi lançado na partida aos 82 minutos.

Com este resultado, o AC Milan caiu para o nono lugar, com 24 pontos, os mesmos que Torino, Bolonha e Udinese, mas mantém-se a três do sexto posto, o último que dá acesso às competições europeias.

Por seu lado, a Atalanta subiu ao sétimo lugar com 27 pontos, os mesmos que a Sampdoria, sexta.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.